CÃES

VOCÊ SABIA QUE CÃES PROCESSAM O QUE FALAMOS E COMO FALAMOS?

por Comunicação
|
10 meses ½ atrás
|
Compartilhe:

O zootecnista e especialista em comportamento animal, Alexandre Rossi, esteve presente na Universidade de Eötvös Loränd, na Hungria, onde pôde conhecer o renomado cientista Dr. Adám Miklósi, chefe de uma das equipes que mais estuda e publica artigos científicos sobre o comportamento canino hoje.

A pesquisa mais recente do profissional e sua equipe foi bastante comentada pela imprensa. “Publicada na revista científica Science, a descoberta do cientista conseguiu apontar que cães são capazes de entender palavras conhecidas e diferenciar as entonações com as quais falamos, em diferentes partes do cérebro, como nós”, ressaltou Alexandre Rossi.

O estudo

Os pesquisadores conseguiram analisar quais regiões do cérebro dos cachorros são ativadas, quando eles processam a fala e a entonação daquilo que nós dizemos a eles.

Para descobrir as regiões do cérebro em que o animal processa essas expressões, 13 cães foram treinados para permanecerem imóveis dentro da máquina de ressonância magnética. A primeira etapa foi muito importante, pois somente com os animais imóveis seria possível fazer imagens válidas. Se eles fossem contidos à força, as respostas cerebrais seriam diferentes.

O teste teve como base imagens das reações do cérebro dos cachorros diante de gravações de seus treinadores, que significavam elogios, em uma entonação bem animada. Palavras de elogio em uma entonação neutra e palavras que não significavam nada em entonações animadas e também neutras.

As conclusões após a análise das imagens foram bem interessantes: o lado esquerdo do cérebro dos cães é ativado diante de palavras conhecidas, e o lado direito processa a entonação. “Regiões distintas do cérebro processam duas formas de comunicação também distintas e, juntando as duas situações - palavras conhecidas e um elogio bem animado, é ativada a parte do cérebro relacionada à recompensa. Esse foi o primeiro estudo conhecido que realmente procurou verificar e entender como os cães interpretam a linguagem humana”, salienta o especialista em comportamento animal.  

Materiais como esse são fundamentais no trabalho de especialistas da área. Os resultados podem ajudar a tornar a comunicação entre humanos e cães ainda mais eficiente.