PET DICAS

VIAGENS COM O PET

por Alexandre Rossi
|
Compartilhe:

Se você optou por viajar com o bicho de estimação, a sua primeira preocupação deve ser em relação à segurança. É fundamental que você o mantenha preso por um cinto de segurança (próprio para cães) ou em uma caixa de transporte. Além do básico, como água, ração e caminha, você pode incluir brinquedos e a carteirinha de vacinação dele.

Faça paradas a cada duas horas, para que o animal descanse, beba água e faça as suas necessidades. Aproveite a viagem para se divertir com ele de forma agradável e sem problemas!


Escolha do hotel


Antes de deixar o pet no hotel, faça uma visita ao estabelecimento. Confira o local em que o animal vai descansar, pergunte se ele ficará boa parte do tempo preso ou solto, se há algum programa de atividades, avalie os quesitos de segurança, e não se esqueça de checar a higiene do ambiente e se ele possui um responsável técnico para situações de emergência.


Feita a escolha, caso o animal não esteja habituado a hoteizinhos, tente levá-lo para conhecer o ambiente antes e veja como ele interage com todos. No dia da hospedagem, leve os brinquedos que ele gosta, assim como a caminha e os cobertores dele, para que ele se sinta à vontade. Deixá-lo com alguma roupa ou objeto que tenha o seu cheiro também vai ajudá-lo a ficar mais tranquilo.

Encontre por tipo de Mídia:


Como contar os anos de vida de cães e gatos

vejasp.abril.com.br

Sabemos que a expectativa de vida dos pets não acompanha a dos humanos. Será que é possível fazer uma previsão?

SE VOCÊ É UM DONO: FESTEIRO

FESTAS

Mantém a casa sempre movimentada? A melhor saída é buscar cães de companhia, mais tranquilos e menos territorialistas, como o golden retriever, o labrador, o spitz alemão, o maltês, o shih tzu, o west highland white terrier e o lhasa apso.

CÃES

Os nossos amigos de quatro patas estão sempre se comunicando, por meio de linguagem corporal ou vocalização (latidos, uivos).

Campanha reforça a presença do veterinário no núcleo de apoio à saúde familiar

O CRMV criou a campanha “Saúde é uma só” com o intuito de incluir o médico veterinário em ações de prevenção à saúde voltadas às famílias.

Como e quando usar recompensas para treinar cães e gatos?

Entenda a importância do reforço positivo para a boa convivência do pet com a família!

O melhor tipo de tosa para o seu cachorro

Conheça mais sobre recorte e tintura canina e saiba que cuidados ter na hora da tosa.

SE VOCÊ É UM DONO: COM CRIANÇAS

O mais recomendado é buscar cães dóceis e de grande porte, que aguentem brincadeiras mais brutas, como o bull terrier, por exemplo, que é um cachorro forte, mas extremamente dócil com crianças.

SE VOCÊ É UM DONO: AVENTUREIRO

AVENTUREIRO

Algumas raças indicadas são o border collie, o beagle, o labrador e o golden retriever.

SE VOCÊ É UM DONO: AGITADO

AGITADO

Vale procurar raças mais independentes, como o akita, o husky siberiano, o chow-chow e o pug.

SE VOCÊ É UM DONO: CARENTE

CARENTE

o labrador, cocker e o yorkshire adoram um cafuné e trocam tudo para deitar nos pés de seus tutores.