OUTROS PETS

Afinal, peixes sentem dor?

por Equipe de Comunicação
|
Compartilhe:

O Programa Pet na Pan, que era apresentado por Alexandre Rossi aos domingos de manhã na rádio Jovem Pan, mostrou que, sim, peixes são capazes de sentir dor e medo como qualquer outro animal.

Apesar de a preocupação com o bem-estar dos peixes no Brasil ser pequena, evidências anatômicas, fisiológicas e comportamentais indicam que estes animais também são capazes de vivenciar sensações.

Segundo Caroline Marques Maia, bióloga e especialista em comportamento animal, que tem como objeto de estudos os peixes, o medo é a sensação mais percebida por eles. “Já sabemos que estas espécies são capazes de perceber e enviar estímulos ao cérebro, portanto, existe a possibilidade de sofrimento, já que há consciência.”

A especialista ainda afirma que, diferentemente dos cães, que podem ter várias raças, mas ainda são de uma mesma espécie, os peixes têm em torno de 25 mil espécies até onde se conhece. Inclusive, o tempo de vida fora da água varia de um animal para o outro, justamente por este motivo.

Além da emoção dos peixes, o programa abordou alergias desenvolvidas por pets e seus possíveis motivos, entre outros assuntos.   

Confira todo o programa aqui.

Encontre por tipo de Mídia:


Como contar os anos de vida de cães e gatos

vejasp.abril.com.br

Sabemos que a expectativa de vida dos pets não acompanha a dos humanos. Será que é possível fazer uma previsão?

SE VOCÊ É UM DONO: FESTEIRO

FESTAS

Mantém a casa sempre movimentada? A melhor saída é buscar cães de companhia, mais tranquilos e menos territorialistas, como o golden retriever, o labrador, o spitz alemão, o maltês, o shih tzu, o west highland white terrier e o lhasa apso.

Pets que ajudam na educação das crianças

Deixar que as crianças realizem tarefas relacionadas ao bichinho de estimação pode ser uma ótima ideia para ensiná-los a ter responsabilidade.

Copa: cães que sofrem com barulhos altos

Dicas para minimizar ou acabar com o medo dos pets nos dias de jogos do Brasil durante a Copa.

Hotel, férias e pets!

Dicas de Alexandre Rossi sobre como ter uma viagem tranquila em família, com o pet.

CÃES

Os nossos amigos de quatro patas estão sempre se comunicando, por meio de linguagem corporal ou vocalização (latidos, uivos).

Campanha reforça a presença do veterinário no núcleo de apoio à saúde familiar

O CRMV criou a campanha “Saúde é uma só” com o intuito de incluir o médico veterinário em ações de prevenção à saúde voltadas às famílias.

Como e quando usar recompensas para treinar cães e gatos?

Entenda a importância do reforço positivo para a boa convivência do pet com a família!

O melhor tipo de tosa para o seu cachorro

Conheça mais sobre recorte e tintura canina e saiba que cuidados ter na hora da tosa.

SE VOCÊ É UM DONO: COM CRIANÇAS

O mais recomendado é buscar cães dóceis e de grande porte, que aguentem brincadeiras mais brutas, como o bull terrier, por exemplo, que é um cachorro forte, mas extremamente dócil com crianças.

SE VOCÊ É UM DONO: AVENTUREIRO

AVENTUREIRO

Algumas raças indicadas são o border collie, o beagle, o labrador e o golden retriever.

SE VOCÊ É UM DONO: AGITADO

AGITADO

Vale procurar raças mais independentes, como o akita, o husky siberiano, o chow-chow e o pug.

SE VOCÊ É UM DONO: CARENTE

CARENTE

o labrador, cocker e o yorkshire adoram um cafuné e trocam tudo para deitar nos pés de seus tutores.